No Dia Nacional do Ciclista, veja 21 ilustrações de artistas brasileiros!

Ninguém precisa nos lembrar daquele morro enorme que temos que vencer, das caídas fenomenais que nos deixam de molho por uma semana, ou da famosa fina educativa. Hoje é dia de homenagear quem pedala morro acima todo dia e fica feliz por mais uma vez ter conseguido, de quem cai e levanta novamente, de quem não desiste da bicicleta só porque todos os outros desistiram.

Para o ciclista de via urbana ou de terra, de ciclovia ou de calçada (ainda), vale lembrar, sim, que ele é essencial para cada pessoa que precisa de um empurrãozinho para começar a pedalar, e até para quem nem cogita a possibilidade. Você está ajudando a tornar a sua cidade um motivo de orgulho. E inspirando cada vez mais pessoas 😉

Daniel Três D
Instagram @danieltresd

001

Lívia Constante
http://liviaconstante.tumblr.com/

002

Bruno Azevedo
http://bruno-azevedo.blogspot.com.br/
018

Roberto Maki
http://robertomaki.com/

003

Dudu Torres
http://www.dudutorres.com.br/

004

Christopher Chelles
http://pombiin.deviantart.com/
005

Vinicius Barros
http://vbs2d.tumblr.com/

006

Rodrigo Veras
https://www.facebook.com/rverasart

007

Thabata Romão
https://www.facebook.com/tabatharom

008


Felipe Camêlo

facebook.com/felipecameloart

009

José Alfredo Pistilli
http://facebook.com/pistilliarte

010

Leandro Lassmar
http://behance.com/lassmar

011

Diego Souza

012

Tiago Silva
https://www.behance.net/tiagosas

013

Luciana Mattiello
http://www.facebook.com/lumattiello

014

Michel Madeira de Souza
http://behance.net/michelms

015

Fernando Calefe
http://www.facebook.com/fernandocalefe

016

Gustavo Souza Silva
http://www.facebook.com/gustavo.souzasilva.10

017

Michel Apaza
http://www.facebook.com/michel.apaza.79

019

Rebeca Cristina
https://rebeccacristina.artstation.com

020

Clayton inLoco

021


		
Anúncios

Falta de planejamento nas ciclovias? A decisão do Desembargador Marcos Pimentel Tamassia: uma aula sobre bicicletas na cidade.

Na última semana, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou decisão anterior sobre a implantação da rede cicloviária da capital paulista, ao permitir que a Prefeitura continue instalando as ciclovias.

O trecho que chamou mais atenção do texto é o que a implantação “não está sendo feita a esmo e sem qualquer estudo”. A frase foi destacada na imprensa, não só por ser um balde de água fria nas pretensões do Ministério Público, o qual queria ver as obras paradas e as ciclovias desfeitas, mas por contrariar frontalmente aquele que se tornou um dos principais mantras do discurso anti-cicloviário: falta de planejamento… falta de planejamento… falta de planejamento…

Continuar lendo